Sábado, 23 de Outubro de 2021 10:49
98 98141-3481
Saúde SEM TER PARA ONDE IR

100% de leitos ocupados no combate à COVID-19 em Itapecuru

Prefeitura insiste em manter rede municipal de saúde sem leitos

04/06/2021 19h21
Por: Alberto Júnior Fonte: Da Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Na manhã desta sexta-feira (04) o Hospital Regional Adélia Matos Fonseca (HRAMF), em Itapecuru Mirim, registrou a totalidade de ocupação dos leitos usados para tratamento de pacientes infectados com coronavirus.

A unidade atende a 14 municípios da região, no ano passado o governo do estado inaugurou uma nova ala especificamente para combate à pandemia e tem alcançado resultados positivos com altas de pacientes inclusive acima dos 100 anos.

Das cidades atendidas apenas Itapecuru Mirim não dispõe de um hospital do município, esta situação preocupa ainda mais porque a prefeitura mantém a enfermeira de campanha, aberta em 2020, sem leitos para atendimento a pacientes com Covid-19.

O boletim epidemiológico mais recente divulgado pela prefeitura apresenta crescente nos casos de ativos para coronavirus e os óbitos (60) já são mais que quatro vezes o total de todo o ano passado (14). A estatística assombrosa reflete o modo como a gestão Coroba lida com o enfrentamento e combate à COVID-19.

Sem ter para onde recorrer, resta à população redobrar os cuidados e obedecer mais rigorosamente às medidas sanitárias vigentes desde a publicação do último decreto municipal. Documento este que flexibiliza o comércio local e incentiva a circulação de pessoas nas ruas, indo de encontro ao que recomendam as autoridades em saúde no mundo inteiro.

Mesmo com estado de calamidade em saúde pública até 31 de dezembro decretado pelo prefeito Benedito Coroba, pouco foi feito no sentido de abrir leitos para atendimento de pacientes com coronavirus na rede municipal. O resultado bateu à porta e inevitavelmente veio à tona a pergunta "e agora, pra onde ir?".

3 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias