Sábado, 23 de Outubro de 2021 11:21
98 98141-3481
Saúde CORINAVIRUS

Em 5 meses Itapecuru registra o triplo de óbitos por COVID-19 em relação ao ano passado

Dados são da Secretaria de Estado da Saúde e estão disponíveis via internet

28/05/2021 17h36 Atualizada há 5 meses
Por: Alberto Júnior Fonte: Da Redação
Palácio municipal, sede do poder executivo de Itapecuru Mirim. Foto: João do Bragança
Palácio municipal, sede do poder executivo de Itapecuru Mirim. Foto: João do Bragança

A população na cidade de Itapecuru Mirim, distante 112 km da capital São Luís, recebeu com apreensão os números atualizados de óbitos por COVID-19 desde o início da pandemia, em 2020.

No boletim diário divulgado pelo governo do estado do Maranhão, o total de vidas perdidas para o coronavirus no município até às 18:20h de ontem, quinta-feira (27), contabilizava 58. O triplo do que foi registrado durante todo o ano passado.

Boletim Epidemiológico governo do MA. 27/05/21. Foto: Reprodução

De abril a junho de 2020 foram registrados 13 mortes por COVID-19, após abertura da enfermaria de campanha (no mês de julho) registros apontaram outra morte em todo o segundo semestre. Assim, até 31 de dezembro às estatísticas gravavam 14 óbitos.

Excluindo-se estes 14 do total de 58 divulgados ontem, chega-se ao número de 44 vidas que se foram em decorrência da pandemia. Ou seja, nos primeiros 5 meses de 2021 o município atingiu a inaceitável marca de 2 óbitos a mais que triplo de mortes por coronavirus no ano passado (42).

O último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura de Itapecuru Mirim, ontem (27), apresenta subnotificações. 46 óbitos que oficialmente representam um déficit de 12 vidas em relação ao sistema estadual.

A população reclama da falta de fiscalização quanto ao cumprimento das normas de segurança, aglomerações em locais públicos e realização de festas clandestinas às claras. A enfermaria de campanha não funciona 24h e fica fechada das 11h às 14h, além dos finais de semana. Não há leitos para acompanhamento de pacientes infectados por coronavirus na rede municipal de saúde, o monitoramento é precário e sequer campanhas de conscientização da sociedade são realizadas.

Mesmo com o decreto da situação de calamidade em saúde pública instituído no município, este é o cenário de Itapecuru Mirim no pior momento da pandemia. O temor dos moradores é que nos próximos dias a situação, já alarmante, venha evoluir para o caos. 

Para ter acesso aos registros do sistema de monitoramento do governo do estado do Maranhão, CLIQUE AQUI.

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias