OSTEO REABILITH 2020
PANIFICADORA KAROL
CORONAVIRUS

Idosa de 87 anos vence o coronavirus e canta para comemorar com a família em Itapecuru

Filhos e netos compartilharam com a sociedade itapecuruense mais este exemplo de superação

Vencendo a Pandemia

Vencendo a PandemiaEsta é uma coluna destinada ao acompanhamento das ações do povo de Itapecuru Mirim no combate à pandemia de coronavirus.

29/05/2020 06h56Atualizado há 5 meses
Por: Alberto Júnior
Fonte: Da Redação
Dona Maria das Dores (centro) e os netos Breno (esq) e Emílio (dir) Gundes. Foto: Arquivo pessoal
Dona Maria das Dores (centro) e os netos Breno (esq) e Emílio (dir) Gundes. Foto: Arquivo pessoal

A cidade de Itapecuru Mirim recebeu uma notícia de muita esperança e que mostra a competência de profissionais do município no combate à pandemia de covid-19 (novo coronavirus). Uma idosa de 87 anos está curada após 22 dias desde os primeiros sintomas.

O anúncio foi feito na noite desta quinta-feira (29), por meio das redes sociais. Uma das filhas de dona Maria das Dores publicou em seu perfil facebook vídeo no qual a idosa canta junto à família para comemorar sua vitória contra o coronavirus. Este vídeo começou a ser compartilhado por parentes e visualizado por amigos que parabenizaram a todos.

Nossa equipe conversou com Dr. Emílio Cunegundes, um dos netos, que revelou o tratamento em detalhes. Emílio é o coordenador da equipe de combate à pandemia no município de Itapecuru Mirim e seu trabalho vem sendo elogiado não só por especialistas, como pela sociedade.

"Após o segundo dia de manifestação dos sintomas, apresentando febre e muita falta de ar (dispneia aguda), iniciou-se imediatamente  o tratamento seguindo os protocolos. Foram administrados os medicamentos Azitromicina durante 5 dias, além de 2 comprimidos (6mg) de Invermectina a cada 7. Depois de 17 dias do tratamento e 16 dias dos primeiros sintomas, o quadro de comprometimento dos pulmões era menos de 12%. Neste período o teste rápido ainda acusava positivo para covid-19, mas o risco de morte já havia sido descartado por conta da estabilidade apresentada pelo organismo. A partir de então dona Maria das Dores foi submetida a testes mais específicos, IgG (Imunoglobulina G) e IgM (Imunoglobulina M), para acompanhamento da carga viral e passou a receber suplementação alimentar com Vitamina C e Zinco", declarou Dr. Emílio.

Com 22 dias Itapecuru recebe a notícia de que é possível vencer a doença, mesmo quando há infectados em idade crítica acima dos 80 anos. Dr. Emílio Cunegundes é graduado em enfermagem e medicina, tem se desdobrado no combate ao coronavirus em terras itapecuruenses e começa a mostrar resultados mais que satisfatórios. A luta ainda é árdua, mas a vontade de vencer dá bons frutos como o exemplo de dona Maria das Dores.

Rapidez e cuidados

Dr. Emílio alerta para os cuidados de prevenção, como uso de máscaras, higiene com água e sabão ou álcool em gel (70%). A rapidez no início do tratamento é fundamental e pode ser o fator mais importante para sua eficácia.

IgG (Imunoglobulina G) e IgM (Imunoglobulina M)*

 são anticorpos que o organismo produz quando entra em contato com algum tipo de micro-organismo invasor. A diferença entre eles é que o IgM é produzido na fase aguda da infecção, enquanto que o IgG, que também surge na fase aguda, é mais específico e serve para proteger a pessoa de futuras infecções, permanecendo por toda a vida.

O exame sorológico de IgG e IgM serve para detectar o estágio de diversas doenças, entre elas a toxoplasmose, rubéola e a infecção pelo citomegalovírus:

  • IgG negativo (não reagente) e IgM negativo (não reagente): nunca entrou em contato com o patógeno (nunca teve a doença ou nunca tomou vacina) e está susceptível a ter a doença;
  • IgG negativo e IgM positivo: infecção aguda (dias, semanas);
  • IgG positivo (reagente) e IgM positivo (reagente): infecção recente (semanas ou meses);
  • IgG positivo e IgM negativo: infecção antiga (meses ou anos) ou sucesso da vacina; a pessoa está protegida para essa doença.

A presença dessas imunoglobulinas no sangue marca que a pessoa já teve contato com o patógeno causar da doença em algum momento da vida (contraindo a doença ou por meio de vacinação). Depois desse contato o sistema imunológico cria uma memória que fica presente para o resto da vida.

Cada exame tem uma forma específica de ser interpretado a depender da doença em questão. Por isso, procure o/a médico/a que solicitou o exame para que possa explicar corretamente cada caso.

 *Fonte: Portal medicoresponde.com.br

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Itapecuru Mirim - MA
Atualizado às 03h31
25°
Muitas nuvens Máxima: 32° - Mínima: 25°
25°

Sensação

10.3 km/h

Vento

82.8%

Umidade

Fonte: Climatempo
OSTEO REABILITH 2020
Municípios
Últimas notícias
PANIFICADORA KAROL
Mais lidas