Sábado, 22 de Janeiro de 2022
33°

Pancada de chuva

Itapecuru Mirim - MA

Política RECURSOS FUNDEB

Benedito Coroba não quer pagar 14° salário integral a professores, mesmo com R$ 25 milhões na conta

Um projeto de lei enviado à câmara pelo executivo diz que pagará abono "como se fosse" remuneração.

13/12/2021 às 07h42
Por: Alberto Júnior Fonte: Da Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Após plenária de prestação de contas do mês de novembro de 2021, realizada semana passada pela atual administração municipal, professores agora querem saber por qual motivo o prefeito de Itapecuru Mirim não quer pagar salário integral para a categoria.

De acordo com os dados, a prefeitura tem em caixa como saldo do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB) o total de R$ 25.141.462,14 (vinte e cinco milhões, cento e quarenta e um mil, quatrocentos e sessenta e dois reais e quatorze centavos). Isto até o mês de novembro, sem contar os repasses dos dias 10, 20 e 30 de dezembro que aumentarão este montante.

A gestão Coroba divulgou vídeo e notícias nas suas redes sociais anunciando que pagaria o 14° salário aos professores, o que causou euforia dentre estes profissionais. Todavia, dias depois entrou em pauta na câmara de vereadores um projeto de lei de autoria do prefeito que em seu parágrafo único, do art 2° diz que na verdade trata-se de um abono "como se fosse" 14° salário e que o pagamento deste abono "não implica pagamento integral da remuneração" do servidor.

Alguns assessores e apoiadores da gestão ensaiaram justificar este não pagamento integral com a desculpa de responsabilidade fiscal, mas é exatamente o contrário. 70% dos recursos do FUNDEB devem ser para pagamento de professores e tem que ser aplicado no exercício financeiro de recebimento, ou seja, até 31 de dezembro de 2021.

Ainda segundo os dados da gestão, o total da folha de pagamento mensal gira em torno de R$ 3 milhões (três milhões de reais). Isto quer dizer que cerca de R$ 17,5 milhões (70%) do saldo em conta corresponde a quase seis vezes o valor integral de todos os salários de servidores que recebem pelo FUNDEB.

"Desta feita", Coroba tem como pagar 14°, 15°, 16° salários integrais, mais abono e mais gratificação. A exemplo do que estão fazendo cidades como Caxias, Salão Luís, Zé Doca e outras.

O projeto de lei de autoria do prefeito deve entrar em pauta amanhã, terça-feira (14), na câmara de vereadores novamente e os professores já se articulam para estarem presentes à sessão com documentos da própria gestão Coroba mostrando quanto há para ser repassado à categoria.

Os trabalhos no parlamento itapecuruense começam às 8:30h da manhã.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias