Quarta, 24 de Julho de 2024
21°C 35°C
Itapecuru Mirim, MA
Publicidade

Trabalho escravo: 14 cearenses são resgatados na zonal rural de Vargem Grande

Mulheres, menores e idoso estão entre as vítimas que tinham jornada de trabalho de 12h diárias

14/07/2021 às 06h48 Atualizada em 14/07/2021 às 07h17
Por: Redação Fonte: Delegacia Regional de Itapecuru
Compartilhe:
Foto: Ilustração. Renato Alves/Assessoria de Imprensa do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)
Foto: Ilustração. Renato Alves/Assessoria de Imprensa do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE)

Na noite de ontem, terça-feira (13), a Polícia Civil e Guarda Municipal de Vargem Grande realizaram operação na zona rural da cidade que resultou na prisão de um homem de 41 anos e no resgate de 14 trabalhadores mantidos em condições análogas a de escravos.

Os trabalhadores também foram vítimas do crime de tráfico de pessoas, pois foram iludidos em sua terra de origem, interior do Ceará, e atraídos até Vargem Grande com a falsa promessa de alimentação, salários dignos, além de estadia e condições de trabalho adequadas.

Chegando ao Maranhão, as vítimas foram submetidas pelos seus empregadores a uma jornada de trabalho de 12 horas diárias, alojamentos imundos sem água encanada ou banheiros e alimentação precária (arroz, ovos e mortadela).

Muitos desses trabalhadores contraíram antecipadamente dívidas com seus empregadores a título de adiantamento, o que os obrigava a trabalhar em outro estado nas condições degradantes em que foram encontrados. Só receberiam os respectivos salários quando retornassem ao Ceará, após três meses de trabalho.

Até que isso acontecesse não tinham acesso a qualquer outro recurso, por isso não poderiam de outra forma regressar a suas cidades de natais. O cativeiro foi descoberto no povoado Mucambo, encontrado depois que três vítimas procuraram alimentos nas casas daquela comunidade e moradores denunciarem a situação à Polícia.

Dentre as vítimas, havia uma mulher, dois menores e um senhor de 59 anos, que era obrigado a caminhar pelo matagal por até duas horas em busca da palha de carnaúba. As investigações prosseguem no sentido de identificar e responsabilizar os demais traficantes e agenciadores que reduziram as vítimas à condição análoga a de escravos.

De acordo com a Delegacia Regional de Itapecuru, as vítimas serão encaminhadas à Secretaria de Assistência Social do município de Vargem Grande onde receberão o devido amparo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Carlos CesarHá 3 anos Vargem GrandeQuem era o desumano que mantinham esses pessoas nesses condições?????
Jadielson Vieira Dos SantosHá 3 anos Itapecuru mirimEsse é o governo bolsonaro, para o milhar os trabalhadores, quê não tem mais o quê fazer,ou com quê trabalhar.
Mostrar mais comentários
Vargem Grande - MA
Sobre o município
O município de Vargem Grande, elevado à vila em 1833, foi extinto em 1933, figurando como distrito de Itapecuru-Mirim. Dois anos mais tarde o município foi reinstalado em 15 de maio de 1935 pelo decreto nº 832.

Vargem Grande foi elevada à categoria de cidade pelo Decreto-Lei Nº 45, de 29 de março de 1938, mas a formação política e jurídica do município de que é sede teve origem com a criação, em 1835, da Vila da Manga do Iguará (hoje Nina Rodrigues).
Ver notícias
Itapecuru Mirim, MA
21°
Parcialmente nublado

Mín. 21° Máx. 35°

22° Sensação
1.46km/h Vento
97% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h05 Nascer do sol
06h02 Pôr do sol
Qui 35° 20°
Sex 35° 20°
Sáb 36° 21°
Dom 37° 21°
Seg 35° 21°
Atualizado às 04h03
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Economia
Dólar
R$ 5,59 -0,03%
Euro
R$ 6,06 -0,08%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,56%
Bitcoin
R$ 393,340,89 +0,61%
Ibovespa
126,589,84 pts -0.99%
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias