Boa Tarde! Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019

Notícias

Estado

Bombeiros de Itapecuru participam de limpeza do óleo no litoral maranhense

 

O comandante do 11º Batalhão de Bombeiro Militar do Maranhão, sediado em Itapecuru Mirim, desde o último domingo, dia 27 de Outubro, acompanha uma força-tarefa com o objetivo de identificar manchas de óleo oriundas do vazamento que atingiu todo litoral nordestino nos últimos meses.

Major Patrício Daniel compõe com militares da Marinha do Brasil um trabalho em parceria entre a Capitania dos Portos do Maranhão e Instituto Chico Mendes recolhendo resíduos de óleo jogado ao mar que à deriva já atingem os 9 estados da região Nordeste.

Até esta terça-feira (05) os militares da força-tarefa já estavam na ilha de Poldros, município de Araioses, situado na região Nordeste do Maranhão e é uma das portas para a região conhecida como Delta do Paraníba. Uma das regiões turística e de preservação ambiental do Brasil.

“Os locais inspecionados são os mais desabitados em nosso estado, Ilhas bem distantes em áreas de reserva extrativista para preservação do nosso litoral e costa. Em alguns locais tivemos que atravessar a nado para chegarmos a lugares inacessíveis por meios de transporte terrestre e embarcações. Estamos cuidando do meio ambiente”, declarou o comandante à equipe do site Itapecuru Notícias.

Marinha do Brasil*

Desde o início de setembro, o Brasil está unido no combate ao crime ambiental ocorrido na região Nordeste do nosso País. Inédito na história brasileira, pela extensão geográfica e pela duração no tempo, suas consequências atingiram cerca de 2.250 km de extensão de nossas costas, em algum momento nesse período.

Como previsto no Plano Nacional de Contingência, para a gestão de ações de resposta e elucidação dos fatos, o Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil, o IBAMA e a ANP, vem realizando um trabalho incessante, desde a primeira aparição de manchas de óleo, de monitoramento do litoral e limpeza das praias, além de conduzir investigação sobre causas e circunstâncias do evento. O GAA atua em coordenação com o Exército Brasileiro, Força Aérea Brasileira, ICMBio, Polícia Federal, Petrobras, Defesa Civil, assim como, diversas instituições e agências federais, estaduais e municipais, além de empresas e universidades.

Ao todo, a MB já empregou mais de 2.700 militares de 54 Organizações Militares, distribuídos em 16 Navios de Superfície, dois helicópteros da MB, quatro aeronaves de asa fixa da FAB, 63 viaturas, dois Grupamentos de Fuzileiros Navais, 21 equipes de Inspeção Naval e cinco Centros de Comando das Operações, tendo realizado, até hoje, mais de 1.200 Inspeções Navais.

*Nota divulgada pelo pela Marinha do Brasil sobre os trabalho realizados até ontem, dia 05 de Novembro de 2019.

 

Fonte: Da Redação



Atenção: Para comentar é preciso estar logado. Logue-se agora ou clique aqui para cadastrar-se.