Boa Tarde! Quinta-feira, 05 de Dezembro de 2019

Notícias

Itapecuru

Prefeitura de Itapecuru recebe mais de R$ 1 milhão nesta quarta-feira (30)

Nesta quarta-feira (30) o município de Itapecuru Mirim amanheceu com R$ R$ 1.341.273,53 (um milhão, trexentos e quarenta e um mil. duzentos e setenta e três reais e cinquenta e três centavos) na conta como parte dos repasses constitucionais feitos pelo governo federal.

Com salários atrasados e muita reclamação dos servidores públicos em Itapecuru, a prefeitura já recebeu só no mês de Outubro de 2019 o total de R$ 5.897.707,10 (cinco milhões, oitocentos e noventa e sete mil, setecentos e sete reais e dez centavos). Para consultar os valores direto no site do Banco do Brasil CLIQUE AQUI. Ainda assim a atual gestão desde os primeiros dias, há exatos 3 anos, faz questão de dizer (sem mostrar com documentos) que as contas públicas estão um verdadeiro caos. Toda oportunidade que o prefeito Miguel Lauand tem de falar em público a cantilena é a mesma, quase uma ladainha daquelas em latim.

A justificativa para tirar a responsabilidade da prefeitura referente ao pagamento de servidores terceirizados é que a "responsabilidade" do pagamento é da empresa contratante que, segundo o poder executivo não tem nada a ver com prefeitura. Todavia, qualquer empresa ao participar de uma licitação para prestar serviços ao município é de responsabilidade do contratante [a prefeitura]. Isto consta no próprio contrato, as cláusulas determinam que se o serviço apresentado não for a contento que hja o distrato, ou seja, o cancelamento deste.

Como exemplo, a população sente de imediato os resultados quando a limpeza pública resolve parar como forma de protesto pelo atraso de salários. O setor é terceirizado no município e garis estão ha 3 meses sem pagamento. O mesmo acontece com os varredores de rua que também trabalham "de sol a sol" sem que alguém lhes dê alguma explicação ou perspectiva do dia que receberão seus vencimentos.

Na manhã de ontem, terça-feira (29), a empresa (i)responsável atualmente pela limpeza pública convocou reunião com todos os funcionários contratados na Associação dos Empregados da Eletronorte (ASEEL) em Itapecuru Mirim. Segundo quem esteve presente, a intenção era que os servidores com salários atrasados aceitasse sem reclamar a imposição do parcelamento de tudo que é devido em quatro parcelas. Proposta esta rejeitada pela grande maioria e que já começou a servir de base para ações no ministério público da comarca no município.

Além deste atraso da empresa Amazônia, a anterior ainda tem débitos com os funcionários do setor. É o que denunciam garis e varredores à equipe do Itapecuru Notícias. "Essa falta de vergonha deixa cada um de nós revoltado todo dia, já tem comerciante que não quer mais vender pra gente por causa deste atraso todo. E nós que votamos no prefeito que aí está achando que ele era um bom pagador, mas ele está provando que não paga nem promessa", diz um gari que pediu para não ser identificado por medo de represálias.

Veja abaixo matéria da Itapecuru Webtv sobre uma das paralisações feitas pela categoria neste ano de 2019 em frente à prefeitura com cartazes e faixas de protesto:

Fonte: Da Redação



Atenção: Para comentar é preciso estar logado. Logue-se agora ou clique aqui para cadastrar-se.